Casa Amarela Festas















  • Casa Amarela Festas
  • Era uma vez
  • Preparação de Monitores
"Se você quer que seu filho seja brilhante conte a ele contos de fadas. Se você o quer muito brilhante, conte-lhe ainda mais contos de fadas". Albert Einstein

Como é importante o dia do nosso aniversário! É o dia que um novo ciclo se inicia.
A Casa Amarela Festas foi criada para levar até a criança uma experiência inesquecível!
Um ambiente fértil para inventar e reinventar brinquedos e brincadeiras. A infância das historias contadas, das canções e dos jogos coletivos. É o lugar do encontro, do brincar junto!

Esta lá. Está na memória. O “ser criança” que todos nós guardamos em um canto da alma... Aquele momento de brincar de peão, pular corda, jogar amarelinha, de transformar um nada em tudo, de ouvir um conto e deixar a imaginação voar... Está lá e está também na Casa Amarela!

Casa Amarela Festas

Por Adriana Mendonça, uma das coordenadoras da Casa Amarela

"Em sintonia com o desejo de zelar e alimentar o encontro entre crianças é que surge a Casa Amarela e a equipe que está por trás dela. Hoje, eu e Pedro Paulo temos clareza que apenas lideramos este projeto, que como inúmeros outros busca compreender e zelar pelo o universo do "ser criança". Como muitas pessoas que se tornam pais, nossas vidas foram transformadas com o nascimento de nossas filhas... E nesta metamorfose de vida, a revolução foi maior que tudo e acabamos naturalmente direcionando nosso foco para a execução do projeto da Casa Amarela.

Assim como muitos projetos, a Casa Amarela começou no fundo de um quintal. O quintal da professora e artista plástica Susanne Bartlewski, que se uniu a nós com tudo que ela tinha para oferecer... E compartilhar , somar e multiplicar. Junto com ela veio o Rogério, uma das cabeças da Escola Teatro Paidéia e do projeto desenvolvido na favela Monte Azul. Com o Rogério veio a Mano. Assim nos reuníamos, pesquisando e refletindo sobre como fazer um espaço que pudesse ser um ambiente fértil, acolhedor e com espaços e brinquedos que proporcionassem a vivência do brincar, do fantasiar, com liberdade! Cada um trouxe sua experiência de vida e de estudo. Neste processo fomos buscar a experiência de abelha rainha da educadora Lidia Hortélio, nossa querida mestra, pesquisadora dos brinquedos e brincadeiras infantis pelo Brasil afora, que via na Casa Amarela um lugar que pudesse devolver às crianças o que sempre foi delas. Um lugar onde a cultura infantil pudesse ter espaço e tempo para acontecer. E assim, Lídia nos trouxe a Lucilene, sua parceira nesta pesquisa e que vem alimentando a Casa Amarela com seus ensinamentos, fazendo parte da formação dos nossos "monitores-brincadores".

E com a Susanne veio a Nina , e com a Nina o Paulo, e com o Paulo o Marcelo, o Yuri, Misu,... e assim vieram também Joãozinho, Vinicius, Thiago, Luna, Mariana, Denis, Dédé, Sidão, Marco, Lubinho, Andréa, Tais, Marilia, Bluma, Vivi, Gian, Daniel, Graziela, Clarice, Flora, Luciana, Allan, Rose, Jyoti, Iki, Mell, Jimmy, Tatiana, Martim... E todos!

E o pessoal da cozinha!!! A Antonia, a Lucia, a Raimunda e toda a equipe que carinhosamente e com grande eficiência, com suas bandejas, servem de doces, salgados e sorrisos a todos os convidados da Casa Amarela. A Claudia, do Zym, nos trouxe um olhar mais nutritivo e saboroso pra a alimentação e amorosamente nos ajudou a organizar todas as questões relacionadas à cozinha. Com a Claudia veio a "Cintia dos Sucos", que nos fornece os sucos orgânicos da mata brasileira – seu projeto do Sitio do Bello estimula as famílias rurais a plantar frutos em extinção e colocá-los no mercado.

E quantas pessoas a agradecer!!! A Maria Luiza Marques que fez toda a nossa parte gráfica (logo, folder e convites), sempre com enorme predisposição e carinho. O Alexandre Cunha com suas fantasias. Obrigada Edu e Oswaldo, que nos deram a mão em momentos difíceis! Aos nossos queridos familiares e grandes amigos que tanto nos apoiaram com tudo que podiam: tijolos, cimento, e incentivos...

Pessoas que nos deram palavras e muito mais, que acreditaram nesta roda quando ela começou a girar e continuam alimentando com seus ventos benevolentes e gentis. Muitos trouxeram seus versos e partiram deixando seu carimbo na Casa Amarela. Muitos outros virão... O que teria sido desta roda sem cada uma destas pessoas? E abraçando esta roda vai o nosso grande e profundo agradecimento a todas as crianças que tivemos o privilégio e alegria de encontrar; e, com elas, poder brincar."




Vale aqui contar um pouco sobre como é feita a preparação e capacitação dos monitores, um dos grandes diferenciais da Casa Amarela.

Quem se recorda de como é ser criança? Nossos monitores jamais se esquecem... e isso faz toda a diferença na festa da Casa Amarela!
A equipe da Casa Amarela é formada por monitores brincantes. Um grupo de contadores de histórias, músicos, atores, educadores entre outros.

Semanalmente nos reunimos para discutir cada festa, trocar experiências e ampliar o repertório de canções, histórias, jogos teatrais, brinquedos e brincadeiras – abrindo um espaço de reflexão e estudo da infância e tudo que a envolve.

Em um constante processo de aprimoramento da nossa equipe, recebemos especialistas de cultura da infância para ministrar oficinas e palestras.
Nossos monitores brincantes são preparados para atender as crianças, ouvi-las e diverti-las!

Casa Amarela Festas
Rua Otávio Tarquínio de Souza, 1.045
Campo Belo – CEP 04.613-003 – São Paulo,
Visualizar Mapa
Telefone 11 5536-9298
Home   |   A Casa Amarela  |   Festas  |   Galeria de Fotos  |   Cultura da Infância  |   Orçamento  |   Contato
Facebook
Rede Social  

(C) Copyright 2017. Casa Amarela Festa
Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: CRIATIVAIMAGEM